Colônia de Experiências torna inesquecíveis estes últimos dias de férias

0
599

Chegamos, férias!
Vida Ciranda (VC) promove no finzinho destas férias de janeiro sete oportunidades imperdíveis para famílias com crianças conhecerem melhor Fortaleza e Região Metropolitana. Toda conectada com espaços verdes, a programação inclui visitação a centro histórico, museus, parques,  praças públicas e antigas da cidade e comunidade indígena de pescadores, oficinas de arte, mangue, navegação, brincadeiras livres, permacultura, floresta urbana e biblioteca comunitária. O evento promete fechar este tempo de descanso das atividades escolares com muita diversão e aprendizados inesquecíveis.

A coleção de Experiências com inscrições abertas ao público, a partir deste sábado, 11/1/2020, traz uma seleção de sete espaços já visitados diversas vezes pelo Vida Ciranda Experiência em quase dois anos de atuação.

De 16 a 25 de janeiro, com orientação de guias e educadores patrimoniais e ambientais em cada local, mediados pelo VC, será possível visitar o povoado de Moita Redonda, em Cascavel, um dos principais polos de produção de cerâmica do Ceará, e realizar oficinas de argila e produção de peças no Museu Vivo do Barro; (re)construir o olhar para o Centro histórico de Fortaleza, conhecendo mais sobre Praça do Ferreira, Praça dos Leões, Passeio Público, Museu da Indústria e Forte Nossa Senhora da Assunção; encantar-se com o a arte, o amor, as flores, o bordado e toda a ancestralidade que contam a história e mantêm vivo o Minimuseu Firmeza; deleitar-se com a beleza do rio que margeia nosso marco zero, rio Ceará, a partir da navegação de mais de duas horas, com paradas para banho no rio e visita à comunidade indígena de pescadores Guaié (Caucaia); (re)encontrar-se com a essência da infância na Ilha Maravilha, pela valorização do tempo de brincadeiras livres, de criatividade, de imaginação, e pelas oficinas de permacultura; entregar-se à paz e ao acolhimento da terna Floresta do Curió, esticando a visita até o projeto social CasaAvoa, que abriga a Biblioteca Comunitária Livre Livre Curió e diversos outros projetos, de onde vem tanta consciência cidadã e perspectivas de um futuro bom proporcionadas a crianças e jovens do Curió; por último, (re)educar-se, ambientalmente, pelas palavras e vivências que ecoam do Ecomuseu Natural do Mangue, com banho de rio, de mar e visitação à Biblioteca Comunitária Casa Camboa. Sete dias incríveis! 

Cada dia de atividades pode ser adquirido separadamente e possui taxa independente. Os valores entre os dias diferem, dependendo dos custos de produção, estrutura e de contratação de pessoal acerca da particularidade do local visitado. Não há pacotes com descontos, caso sejam adquiridos todos os passeios, que incluem ônibus ida/volta e lanche. Crianças abaixo de 5 anos não pagam. 

Todos os Experiências desta maratona foram pensados para famílias com crianças acima de 3 anos. As vagas são limitadas e não devem exceder 40 pessoas por passeio (por isso, corre para adquirir os dias que mais interessou você!). Todos os passeios só acontecerão com um mínimo de inscritos, por dia. Assim, a realização dos dias de Experiência está sujeita a cancelamentos, caso o número de participação mínima não seja alcançado.

Criança só poderá participar dos passeios acompanhada de, pelo menos, um adulto responsável por ela. 

Além do município de Cascavel, os Experiências caminharão por seis bairros bem distintos (Centro, Mondubim, Barra do Ceará, Lagoa Redonda, Messejana e Sabiaguaba), em Fortaleza, dando a oportunidade de os participantes, principalmente as crianças, conhecerem melhor a cidade onde vivem ou passam férias.

Acompanhe abaixo mais informações sobre cada local:

16/1/2020 – EXPERIÊNCIA MOITA REDONDA (CASCAVEL – CE)
Família Muniz e Museu Vivo do Barro

Distrito do município de Cascavel, localizado na região Metropolitana da Capital, Litoral Leste, Moita Redonda é um povoado de cerca de mil habitantes, situado a 62 quilômetros de Fortaleza e polo de referência na produção de cerâmica do Estado. Seu artesanato é reconhecido internacionalmente.

Nosso passeio começa com um bate-papo com o senhor Otávio Muniz, presidente da Associação dos Moradores da comunidade de Moita Redonda. Vamos visitar a fábrica e a loja da Família Muniz, já tradicional na cultura e na lida com o barro, há mais de meio século.

Logo depois, vamos visitar a família do senhor José Pereira da Silva, conhecido como “Seu Deca”. A casa deles abriga o Museu Vivo do Barro, em que vamos conhecer todo o processo produtivo da cerâmica, lanchar, ouvir muitas histórias e colocar a mão na massa, literalmente. Seu Deca, a esposa dona Nazaré e uma das filhas do casal Lidiane vão nos acompanhar nas oficinas com argila a fim de que possamos produzir peças como as mantêm, economicamente, dezenas de famílias da comunidade.

Programação
7horas: Início do Embarque (local de encontro a ser divulgado logo após confirmada a participação)
7h20min: Horário de saída
8h45min: Chegada à fábrica da Família Muniz
9h20min: Saída para Museu Vivo do Barro
9h30min: Lanche no Museu Vivo do Barro
9h45min: Visitação Museu Vivo do Barro e um pouco de caminhada pelas ruas da comunidade
Sr Deca é morador da comunidade desde que nasceu e aprendeu com os pais, ainda criança, o ofício de oleiro. No Museu, é possível vivenciar as fases da produção dos objetos de cerâmica, desde a chegada do barro até a peça pronta, já decorada e pintada, para a venda. Todo o processo é artesanal e rústico. Dentro do Museu e arredores, há habitações de taipas e construções que ilustram o modo de vida mais antigo, mas ainda presente, em toda a cultura do barro.
10h15min: Oficina de produção de pecas com argila
11h: Preparação para o embarque de retorno a Fortaleza
11h10min: Saída para Fortaleza
11h45min: Parada para visitar um dos 35 engenhos, em atividade, em Pindoretama. Vamos conhecer A Maior Rapadura do Mundo.

12h45min: Previsão de chegada a Fortaleza.

Investimento Experiência Moita Redonda
Adultos e crianças a partir de 5 anos: R$ 60 (valor individual)
Crianças menores de 5 anos não pagam.

Limite de inscrições:
40 pessoas.
OBS: O valor inclui visitações guiadas pelos artesãos, lanche, oficinas, materiais de uso e ônibus ida e volta sem ar condicionado.

17/1/2020 – PASSEIO PELO CENTRO HISTÓRICO DE FORTALEZA
O passeio se propõe a visitar espaços representativos da história de Fortaleza e do Ceará, a fim de despertar, principalmente, nas crianças a conexão com o passado e o compromisso com o presente relacionado, de ter consciência sobre quem fomos para preservar memórias, respeitá-las e difundi-las. Este passeio Experiência contará com a presença do educador patrimonial Gerson Linhares, experiente estudioso da história de Fortaleza e do Ceará, idealizador do Museu do Caju, em Caucaia, que existe há mais de 10 anos.

Programação
7h15min: início do embarque (local a ser divulgado logo após confirmada a participação)
7h30min: horário de saída

8h: Horário de chegada ao local 1: 
Praça do Ferreira
Com 7.603 metros quadrados, a Praça foi oficialmente declarada Marco Histórico e
Patrimonial de Fortaleza em 2001. Na década de 1920, foram erguidos nela cinco
quiosques artísticos que abrigavam quatro cafés em cada canto da praça. Um deles, o
Café Java, serviu como sede para as reuniões do movimento literário cearense Padaria
Espiritual, fundado por Antônio Sales, em 1892. Vamos visitar também os arredores da praça: a Farmácia Oswado Cruz, fundada em 1934, foi a primeira de manipulação de medicamentos do Ceará, e também a Pastelaria Leão do Sul, com mais de 80 anos de tradição. Além disso, será possível conversar um pouco sobre nosso querido Cineteatro São Luiz, com mais de 60 anos, e prédios antigos, como os que abrigaram hotéis de luxo, nas primeiras décadas do século XX.

8h40min – Horário de chegada ao local 2:
– Praça General Tibúrcio (Praça dos Leões)
Também conhecida como Praça dos Leões, foi inaugurada em 1856. Depois da morte
do General Tibúrcio, em 1885, herói da Guerra do Paraguai, uma estátua foi erguida na
praça em sua homenagem, em 1888. Trata-se da primeira estátua pública da cidade. No
entorno da Praça, ficam o Museu do Ceará (de recesso nestas férias), a Academia Cearense de Letras e a Igreja Nossa Senhora do Rosário, a mais antiga de Fortaleza, construída no início do século XVIII. Destacam-se também, no local, as estátuas de leões e leoas, vindos de Paris, no início do século passado, e a estátua em tamanho natural da escritora Rachel de Queiroz, sentada em um dos bancos da praça.

9h15min – Horário de chegada ao local 3:
Praça dos Mártires (Passeio Público)

A mais antiga praça da cidade de Fortaleza possui árvores centenárias como o Baobá,
plantado por Senador Pompeu em 1910. Na praça, foram executados alguns dos
revolucionários da Confederação do Equador, como Padre Mororó e Pessoa Anta, em
1825. É tombada pelo IPHAN desde 1965. Na Praça, debaixo do Baobá, realizaremos
nosso piquenique.

Piquenique: 9h45min

10h10min – Horário de chegada ao local 4: 
– Museu da Indústria
Equipamento do Serviço Social da Indústria (SESI/CE), está localizado em frente ao
Passeio Público. Vamos visitar, principalmente, a exposição Carnaúba, Árvore da Vida.
Trata-se de uma palmeira nativa da região semiárida, da qual tudo é aproveitado. Vamos
conhecer mais sobre a árvore também símbolo do Ceará.

10h50min – Horário de chegada ao local 5: 
– Forte Nossa Senhora da Assunção
Segundo a história, foi em torno do Forte, que já recebeu o nome de Schoonenborch,
que Fortaleza começou, na margem esquerda da foz do riacho Pajeú. Hoje, a estrutura
abriga a sede da 10a Região Militar do Exército Brasileiro. Neste ponto, não
entraremos. Haverá orientações aos estudantes sobre o espaço.

Investimento Centro Histórico de Fortaleza
Adultos e crianças a partir de 5 anos: R$ 50 (valor individual)
Crianças menores de 5 anos não pagam.

Capacidade:
40 pessoas.
OBS: O valor inclui guia histórico e patrimonial, lanche e ônibus ida e volta sem ar condicionado.

18/1/2020 – MINIMUSEU FIRMEZA (Mondubim)
A casa-museu Firmeza é de um dos casais mais queridos da história das artes plásticas brasileira: Nice e Estrigas. 

O Minimuseu Firmeza – Espaço Cultural, Artístico e Ecológico foi fundado em 1969 por Nice e Estrigas, constituindo-se um dos mais importantes acervos de artes plásticas do Ceará. A casa, em que mais de 500 obras estão expostas, foi o local em que Nice e Estrigas viveram desde 1961, quando casaram.

Estrigas, por mais de 60 anos, integrou ativamente o movimento artístico local e nacional, participando, ao lado da esposa, de exposições nacionais e internacionais. Foi um dos principais articulares da criação da Sociedade Cearense de Artes Plásticas (SCAP). Nice foi uma das primeiras mulheres a ingressarem na SCAP. Era também doceira (contam que fazia deliciosos bolos e quitutes!), mestre em “pintura em linha”, por bordados que eram verdadeiras pinturas. Foi professora de pintura para crianças e coordenou a primeira Bienal de Pinturas Infantis do Estado do Ceará (Como não amar? ❤️). Tinha paixão por flores, pelo sítio onde vivia e por ensinar crianças. Nice morreu em 2013. Estrigas morreu em 2014.

Passeando pela casa, é possível reconhecer muito da rotina deles ainda. Há locais do jeitinho como seus donos os mantinham. A casa é cercada por mangueiras, Baobá, roseiras e diversas outras plantas. A visita ao espaço será guiada pela historiadora Paula Machado. Haverá contação de história e oficina de arte com a educadora Dany Cavalcante, autora do livro O Universo de Lia, que trata sobre astronomia para crianças. A bordadeira Ivone Girão também ministrará uma oficina de bordado inicial.

Programação
7h40min:
início do embarque (local a ser divulgado logo após confirmada a participação)
8h15min:
horário de saída
9horas: Chegada ao Minimuseu Firmeza
9h15min: Visitação ao Museu
9h45min: piquenique debaixo do baobá
10h10min: Contação de história e oficina de arte, com Dany Cavalcante
10h10min: Oficina de bordado inicial, com Ivone Girão
11h10min: preparação para embarque de retorno
11h45min: Previsão de chegada ao ponto de concentração inicial

Investimento Mimimuseu Firmeza
Adultos e crianças a partir de 5 anos: R$ 60 (valor individual)
Crianças menores de 5 anos não pagam.

Capacidade:
40 pessoas.
OBS: O valor inclui visita guiada com a historiadora, lanche, oficinas, materiais de uso e ônibus ida e volta sem ar condicionado.

19/1/2020 – NAVEGAÇÃO DO RIO CEARÁ (Barra do Ceará)
O rio Ceará margeia o bairro mais antigo de Fortaleza, com 416 anos, considerado o berço de toda a nossa história, mais antigo do que mesmo a criação da cidade de Fortaleza. A Barra do Ceará está localizada no extremo oeste e é um dos bairros mais populosos da Capital onde está localizado o Marco Zero. A colonização iniciou-se nos primeiros anos do século XVII por Pero Coelho de Souza e Martins Soares Moreno, este eternizado também na literatura pelo escritor cearense José de Alencar no romance Iracema, publicado em 1865. Do amor de Martins com a mais bela nativa tabajara nasceu Moacir, que, de acordo com a lenda, é o primeiro cearense mestiço.

Na década de 1930, a construção de um hidroporto começou a dar ao bairro maior expressão no contexto de Fortaleza. Com a construção da avenida Leste Oste, na década de 1970, passou a integrar o circuito de bairros industriais da zona oeste. A partir daí, ocorreu também intensa ocupação das dunas da Barra do Ceara, como reflexo de uma demanda reprimida por habitação.

A ponte José Martins Rodrigues, inaugurada em 1997 pelo prefeito Juraci Magalhães, liga a faixa litorânea de Fortaleza às praias do litoral oeste. Possui uma extensão de 633, 75 metros e mede 20,2 metros de altura. O Cuca da Barra foi o primeiro Cuca construído, inaugurado pelo presidente Lula em 2009, como Cuca Che Guevara. Chegou para atenuar uma demanda de lazer e formação para a juventude local com a pretensão de atender 3.500 jovens por dia. À época,  foi considerado o maior equipamento cultural público da América Latina.

Vamos navegar por uma área também de Foz do rio Ceará, com a abundante biodiversidade dos mangues. Na programação, além de cerca de mais de duas horas de navegação (ida e volta da comunidade Guaié, em Caucaia), haverá conversas com moradores antigos da Barra do Ceará, como o senhor Alberto, proprietário do Restaurante e Espaço Cultural Albertus, o pescador experiente Sr Dantas e Sineudo. Eles vão nos explicar um pouco mais sobre a história do espaço.

Vamos também fazer um passeio a pé por uma área de mangue, em um banco de areia conhecido pela comunidade local de Croa do Miguel, que, pela Tábua das Marés, deve estar à mostra, durante nosso trajeto. Nesta parada rápida, será possível interagir mais com a região, principalmente, com os caranguejos, seus principais moradores. Será possível banhar-se rio, caso os participantes desejem.

Na Comunidade Guaié, um pouco mais à frente, vamos contemplar mais uma vista linda e degustar piabinhas assadas com suco, enquanto batemos um papo com moradores do lugar, pescadores, também indígenas, sobre a atividade da pesca em si e a realidade local.

Programação:

7horas: início do embarque (local a ser divulgado logo após confirmada a participação)
7h30min: horário de saída
8h30min: Chegada ao píer da Barra (Albertu’s Restaurante)
8h40min: Lanche completo inicial
9h: Início da navegação
9h40min: parada no banco de areia, para interação com o espaço e fauna local, e banho para os participantes que desejarem
10 horas: Embarque para a comunidade Guaié
10h10min: Chegada à comunidade Guaié / Observação e interação com o espaço / Degustação de piabinhas e suco
10h40min: Embarque de retorno ao pier da barra
11h20min: Chegada ao Píer da Barra
11h30min: Preparação para retorno
11h40min: Embarque de volta ao ponto de encontro
12h30min: Previsão de chegada ao ponto de concentração inicial

Investimento Navegação do Rio Ceará
Adultos e crianças a partir de 5 anos: R$ 70 (valor individual)
Crianças menores de 5 anos não pagam.

Capacidade: 30 pessoas.
OBS: O valor inclui lanche, barco, degustação de piabas fritas e suco na comunidade Guaié, mediação dos guias locais, patrimoniais e ambientais, e ônibus ida e volta sem ar condicionado.

23/1/2020 – ILHA MARAVILHA
A Ilha Maravilha existe como empreendimento há pouco mais de dois anos, no bairro Lagoa Redonda, conduzido também por Gerson e Marisol. E é mesmo uma maravilha para estar, brincar, fazer amigos e conectar-se com a natureza de maneira intensa, saudável e integral! Impossível não se apaixonar pelo espaço e pelas famílias que o conduzem! Viveremos na Ilha uma manhã de muito brincar livre, permacultura e carinho. ⠀

Programação
7h15min:
início do embarque (local a ser divulgado logo após confirmada a participação)
7h30min:
horário de saída para a Ilha
8h30min: Chegada à Ilha Maravilha
8h30min: Brincadeiras livres
9h20min: lanche
9h45min: Oficina de cultivo de plantas e oficina de pinturas de vasos
10h30min: Brincadeiras livres
11h10min: preparação para embarque de retorno
12 horas: Previsão de chegada ao ponto de concentração inicial

Investimento Ilha Maravilha
Adultos e crianças a partir de 5 anos: R$ 50 (valor individual)
Crianças menores de 5 anos não pagam.

Capacidade:
40 pessoas.
OBS: O valor inclui acesso ao espaço, lanche, oficinas e ônibus ida e volta sem ar condicionado.

24/1/2020 – FLORESTA DO CURIÓ + VISITA À CASAVOA (BIBLIOTECA COMUNITÁRIA LIVRO LIVRE CURIÓ)

Floresta do Curió
De acordo com a Sema, a Floresta do Curió, localizada no Curió – Lagoa Redonda / Grande Messejana, é a primeira Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) do Estado do Ceará, instituída pelo Decreto nº 28.333, de 28 de julho de 2006. Funciona, atualmente, com gestão compartilhada da SEMA e do Instituto Natureza Viva.

O espaço equivalente a 80 campos de futebol possui três trilhas bem sombreadas e de fácil acesso para crianças, além de um centro de convivência, que funciona como ponto de apoio aos visitantes e local de palestras e cursos, com banheiros e parquinho. Ao longo do caminho, além de trilharmos por pontes e passarmos por elegantes buritis, é possível conhecer melhor a fauna e a flora local por legendas indicativas das espécies. Aliás, o local conta com boa sinalização. Na ARIE são realizadas ainda pesquisas científicas.

A Floresta do Curió é uma área considerada pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema) a última reserva de Mata Atlântica na zona urbana; Na área de 57,35 hectares de uma região onde já foram catalogados mais de 92 espécies de animais e 80 espécies de árvores nativas, há nascentes e pequenos riachos. Vamos conhecer mais a Floresta, fazer piquenique e brincar livre à sombra do frondoso Angelim (árvore nativa de madeira nobre e crescimento lento), localizado no local de convivência da da floresta urbana.

Biblioteca Comunitária Livro Livre Curió / CasAvoa
Livro Livre Curió – Biblioteca Comunitária é idealizada e conduzida pelo escritor, poeta, agente cultural Talles Azigon. A Biblioteca existe há quase dois anos, movimentando a aproximação e o bem querer pela leitura e pela literatura da comunidade do Curió, principalmente crianças e jovens.  A CasAvoa foi criada recentemente como um espaço cultural, agregador de iniciativas sociais, para criação e difusão das múltiplas linguagens artísticas das crianças e jovens da comunidade Curió.

Investimento Floresta do Curió
Adultos e crianças a partir de 5 anos: R$ 47 (valor individual)
Crianças menores de 5 anos não pagam.

Capacidade:
40 pessoas.
OBS1: O valor inclui lanche e ônibus ida e volta sem ar condicionado.

OBS2: 20% do valor do ingresso será revertido para a CasAvoa, em prol dos projetos realizados com crianças e jovens da Comunidade Curió.

25/1/2020 – ECOMUSEU NATURAL DO MANGUE 

O único Ecomuseu de Fortaleza atua na Área de Proteção Ambiental da Sabiaguaba com força na educação ambiental, a fim de levar as pessoas a conhecerem o ecossistema da região e conscientizar sobre a importância de preservar o espaço. Possui um acervo de cerca de 200 peças de animais, como carcaças de caranguejos, peixes, tartarugas entre outros.

Vamos percorrer uma trilha pela qual será possível saber mais sobre fauna e flora do local, conhecer os tipos de mangues existentes e as áreas de desova das tartarugas, participar do plantio de novas vegetações típicas da região, atravessar trilhas com o pé (e parte da perna!) pela “lama” do mangue,  e tomar banho de rio. Uma delícia!

Nossa expedição será acompanhada pelos fundadores e diretores do Ecomuseu, o ambientalista Rusty Sá Barreto e a pedagoga Sineide Crisóstomo.

Investimento Ecomuseu Natural do Mangue
Adultos e crianças a partir de 5 anos: R$ 55 (valor individual)
Crianças menores de 5 anos não pagam.

Capacidade:
40 pessoas.
OBS1: O valor inclui acesso ao Ecomuseu, lanche e ônibus ida e volta sem ar condicionado.

PAGAMENTO

  1. O pagamento deve ser realizado por depósito ou transferência bancária na conta abaixo discriminada até meio-dia do dia anterior à realização do Experiência adquirido.
  2. Logo após o depósito, favor encaminhar o comprovante com nome completo, idade dos participantes e nome do Experiência adquirido para o celular número (85) 98954 7374 ou email: sara.rebeca.ac@gmail.com.
  3. A inscrição do participante estará sujeita à rejeição, caso o número de inscrição ultrapasse o número de vagas. Nesse caso, haverá a devolução do valor depositado.
  4. A ordem de ocupação das vagas será organizada mediante ordem de chegada ao Vida Ciranda do comprovante de depósito, com descrição de nome completo, idade dos participantes e Experiência adquirido. Assim, é importante que você envie o comprovante e as informações solicitadas logo que o depósito for realizado. Opte por se informar se ainda há vagas, pelos contatos mencionados acima, antes de realizar o depósito.
  5. Não nos responsabilizamos pela ausência ou atraso do participante, no dia da realização do Experiência. O dinheiro não será devolvido, por levarmos em consideração que todos os serviços foram contratados para o número de inscritos até meio-dia do dia anterior ao Experiência adquirido.
  6. Caso haja necessidade de cancelamento prévio da participação, com as taxas já pagas, o dinheiro só será devolvido se a comunicação chegar ao vida Ciranda até 20 horas antes do dia da realização do Experiência, pelo mesmo motivo citado no item anterior.

Dados da conta
Banco do Brasil
Agência: 3296-4
Conta corrente: 41.569-3
CPF: 622.527.043-49
Titular: Sara Rebeca Aguiar de Carvalho

OBS: Não serão aceitos inscrições e pagamentos realizados no dia do Experiência, mesmo que a quantidade de vagas disponibilizada não tenha sido completada.

IMPORTANTE RELEMBRAR

Cada dia de atividade pode ser adquirido separadamente e possui taxa independente. Os valores entre os dias diferem, dependendo dos custos de produção, estrutura e de contratação de pessoal acerca da particularidade do local visitado. Não há pacotes com descontos, caso sejam adquiridos todos os passeios, que incluem ônibus ida/volta e lanche. Crianças abaixo de 5 anos não pagam. 

Todos os Experiências desta maratona foram pensados para famílias com crianças acima de 3 anos. As vagas são limitadas e não devem exceder 40 pessoas por passeio (por isso, corre para adquirir os dias que mais interessou você!). Todos os passeios só acontecerão com um mínimo de inscritos, por dia. Assim, a realização dos dias de Experiência está sujeita a cancelamentos, caso o número de participação mínima não seja alcançado.

Criança só poderá participar dos passeios acompanhada de, pelo menos, um adulto responsável por ela. 

 

Vem com o Vida Ciranda 2020! =)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here