Reconhecer-se loba para trazer à tona potenciais que não enxergamos

0
51

Este é o meu atual livro de cabeceira. Daqueles que você lê, aos pouquinhos, antes de dormir, e tem vontade de que nunca acabe. Já tinha lido vários trechos de “Mulheres que correm com os lobos”, sempre me encantava. Agora, decidi lê-lo todo. Como alguém que adora ouvir histórias, confesso que fui fisgada pelos mitos, contos de fadas, lendas do folclore e tantas outras histórias que a autora, psicóloga junguiana Clarissa Pinkola Estés, colheu em mais de 20 anos de pesquisa sobre a relação entre lobos e a Mulher Selvagem que há em todas nós, como mãe, esposa, ser social.

É um livro que nos faz olhar para si, para quem somos, para o potencial que temos escondido no processo de reconhecer nossas dores, cicatrizes, experiências no caminho que percorremos e que tanto devemos honrar. É uma leitura intensa, reveladora, tantas vezes, perturbadora, libertadora.

Neste março, quando pensei em leituras transformadoras para mulheres, não podia me esquecer deste livro. Convidei uma pessoa muito especial para conversar sobre ele, conosco: a psicanalista, escritora e instrutora de Yoga, Tânia Maria Sales. Conheci bem poucas mulheres com tanta sensibilidade, leveza e profundidade de olhar como Tânia, que costuma perceber a alma e suas energia do entorno, para além do corpo físico. O texto dela nos chega como um grande afeto, uma leitura imperdível! Muita gratidão por nos trazer suas reflexões, Tânia querida!

RESENHA: “MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS”
Por Tânia Maria Sales

O livro de Clarissa Pinkola Estés, psicanalista junguiana, doutora em psicologia clínica, contadora de histórias, é um vasto, denso e fascinante ensaio sobre o que chamamos Sagrado Feminino.

O Enfoque que mais me captura a atenção na obra citada é a tragédia de mulher contemporânea que se separou de sua essência mais profunda e verdadeira para se adaptar aos ditames e exigências de uma sociedade que insiste em transformá-la numa espécie de animal doméstico.

Sensações de vazio, fadiga, medo, depressão e fragilidade, assim como bloqueio e falta de criatividade, são os sintomas que encontramos frequentemente nas mulheres de nossa época, que vivem soterradas sob o acúmulo de funções na família e na vida profissional, que sufocam todo o potencial criativo da alma feminina.

a autora nos convida a resgatar a Mulher Selvagem, a loba que vive em nós; um chamado para abandonarmos a ingenuidade que faz com que nos envolvamos em relacionamentos potencialmente abusivos, faz uma convocação para que reaprendamos a ouvir a voz da intuição.

Segundo a autora, “quando perdemos contato com a psique intuitiva, vivemos num estado de destruição parcial, e as imagens e poderes que são naturais à mulher não têm condições de pleno desenvolvimento”.

Este é, portanto, um livro para se saborear devagarinho, sem pressa. Todos os quinze capítulos do livro começam com contos que fazem partes da tradição de história oral de povos antigos de diferentes culturas. Em cada um deles a autora aporta lições que proporcionam um profundo mergulho no universo feminino: “O material contido neste livro foi selecionado para lhe dar coragem. O trabalho é oferecido como um fortificante para aquelas que estão no meio do caminho, incluindo-se as que lutam em difíceis paisagens interiores, bem como as que lutam no mundo e por ele”.

Através da interpretação das lendas e histórias antigas, entre as quais, o Barba Azul, Sapatinhos Vermelhos, A Menina dos Fósforos, à autora procura identificar o arquétipo da Mulher Selvagem ou a essência da alma feminina, na sua psique instintiva mais profunda.

Trata-se de um livro atemporal, a meu ver indispensável para a mulher pós moderna que busca autoconhecimento, entender seus processos existenciais.

Como é um livro transformador, eu diria que esta obra transita pelo universo das sincronicidades, chegar a sua leitura vem por um chamado, no momento certo, para quem precisa lê-lo.

Decididamente, um livro inesquecível, mágico e encantador!

SERVIÇO:

 

Livro: Mulheres que Correm com os Lobos
Autora: Clarissa Pinkola Estés
Editora: Rocco
Preço Médio: R$ 47

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here